ARTIGOS

A Arte da Perfumaria, de Essências em Essências Vibracionais

A Arte da Perfumaria, de Essências em Essências Vibracionais___

Perfumes Vibracionais

Eu particularmente amo trabalhar com a perfumaria vibracional, porque ela ajuda a alinhar os conhecimentos e amplia o alcance terapêutico.

Esta perfumaria é feita a partir da combinação entre o reino mineral, o vegetal vibracional e os óleos essenciais. Com esta tríade cria-se um novo elemento e um novo momento da perfumaria, elevando-a aos estados mais sublimes das sensações, emoções e percepções.

E assim nascem perfumes inteligentes que causam bem estar e transformações aos corpos e campos sutis, promovendo modificações no estado do campo da consciência.

Os cristais, as flores e os óleos essenciais promovem a saúde e o bem estar, através de um campo vibracional sutil com aromas terapêuticos e delicados. Os cristais trabalham a matriz da memória da terra. As flores atuam em nossas emoções, pensamentos e sentimentos, quiçá na essência do nosso cerne maior – a Alma. E os óleos essenciais que nos fazem relembrar, curar, elevar e também dançar, contemplar, abraçar….

Cito a perfumaria vibracional como um instrumento valioso que reorganiza e recompõe o campo de seus usufrutuários de uma forma benéfica, suave e sutil, causando transformações sensoriais, curativas, criativas e positiva a saúde mental, psicoemocional e social. Perfumes vibracionais instrumentalizados pela natureza, que devolvem à sua própria natureza.

Como me conectei com a perfumaria vibracional?

A perfumaria foi despertada lentamente no meu caminho. Afinal, eu iniciei com os Florais, passei para as Gramíneas e as Águas Cristais, aí vieram as tinturas de flores nativas das savanas do Cerrado.

Eu dizia que se um perfumista andasse comigo ele descobriria os melhores aromas, pois eu conhecia aromas com notas doces, suaves, amadeiradas, amendoadas, terrosas e outras que só encontrávamos aqui no Cerrado na Chapada dos Veadeiros.

Durante os anos de caminhada pelos campos de Cerrado eu fui encontrando plantas, flores, raízes com variados aromas típicos aqui do Cerrado Brasileiro.

O Candombá, foi a minha primeira tintura alcoólica de flores em 2007, para experiência com perfumes. Sempre que pensava nelas fazia menção ao perfumista, pois eu achava que ele iria amá-las.

Neste mesmo ano, também encontrei uma flor que batizei de Indra Azul dos Céus. A flor, que ocorria pós-fogo no Cerrado, liberava um aroma profundo, doce e inebriante, que causava um estado alterado e elevado. Me encontrei como se estivesse no céu…

Da Indra também fiz a tintura alcoólica e o floral. A energia da tintura floral e do floral, é simplesmente incrível, estas foram as minhas primeiras experiências com tinturas alcoólicas de flores no Cerrado.

Mas, quem me abriu o caminho propriamente dito, foi a Mestra e Rainha, A Flor das Flores, Ylang-Ylang. Uma árvore originária da Ásia, de flores verdes amareladas, me despertou para a aromaterapia e foi a primeira que eu produzi o floral e a tintura alcoólica em conjunto.

Só posso ser grata e dizer o quanto este processo me foi marcante, iniciático e sensorial. Lembro-me da energia relaxante e afrodisíaca, liberava um perfume exótico, penetrante, te elevando a um estado ímpar de prazer energético, ao exalar a sua essência causava-me um estupor com seu perfume…

Produzi o seu floral e quatro garrafões de 5 litros de tintura alcoólica de flor, lembro-me como se fosse hoje, uma árvore frondosa de flores como só a vi uma vez.

Gratidão à Flor das Flores por ser a minha madrinha, A Rainha das flores que abriu os portais da terapia da perfumaria…

Conheça nossa linha de Perfumes Vibracionais clicando aqui!
Linha Aura da Mata
Linha Aura Viva
Linha Palo Santo
Linha Perfumes de Cristais
Linha Herbal Cristal

 

Compartilhar Artigo